Arquivo do mês: outubro 2008

É matemática…

Às vezes a razão não explica o tamanho de uma emoção…

A razão em tudo…
À potência máxima…

Eleve a razão à quarta potência…

. . .

E leve à merda…

Anúncios

Deixe um comentário

Arquivado em reflexão

Atitude

O sexo facilitado abre…
E fecha portas…

O extremo…
Seja direita ou esquerda…
Gera o erro…

Sexo, hoje, é igual a ganhar na mega e querer ser chique…

Compra-se um Porche…

E não percebem que ser chique…
Se vê no custo de um simples caminhar…

Deixe um comentário

Arquivado em reflexão

O Valor

Segurar a mão de uma amada…
Segurar a mão de uma mulher…

A mesma atitude!
Sentimentos diferentes!

. . .

O mesmo trabalho faz sorrir uns…
Entediar outros…

A escolha correta!

. . .

Carro pequeno…
Sem espaço…
E caro…

Nem sempre se troca pelo…

Grande…
Com espaço!
E barato…

. . .

Porque o valor não está no preço…
No valor que alguém cria para você…

. . .

Quem cria é você!

. . .

Porque o que realmente vale…
É a quantidade…

Dos reais valores que você carrega em sua vida…

Deixe um comentário

Arquivado em reflexão

S.O.S.

Nasci…
Em qualquer cidade…

Estou trabalhando…
Em um emprego aí…

Fiz uma graduação…
Mas não estava muito certa da decisão…

Consegui um estágio…
E por alí mesmo fiquei…

Namorei…
E casei…

Não é dificil de entender o porquê que as pessoas lutam, a qualquer custo, para casar com alguém rico…

Não decidem a cidade que vão morar…
O curso que irão fazer…
A empresa que irão trabalhar…
O namoro que irão ter…

Você nunca decidiu nada…

É melhor mesmo alguém salvar a sua vida…

Deixe um comentário

Arquivado em reflexão

A Dúvida


Filme: Corações Apaixonados

Tradução..

Tenho um amigo…
Um músico jazz…
Trompetista….
Realmente fantástico.

Eu ouvia ele por meses e meses…
Ele tocava esta música que eu adoro: Chet Baker.
Uma velha canção…

E ele fazia soar todas as notas em um só sopro…
E toda vez soava diferente.

E fomos, uma noite, tomar um drink…
(quando eu costumava beber…)
E eu tentei dizer-lhe como essa música me fazia sentir …
Como o seu tocar fez-me sentir…
E como me fez sentir o seu som…

E ele apenas balançava a cabeça dizendo…

“Joan, você não pode falar sobre música.
Falar sobre música é como dança sobre arquitetura. “

Eu só disse…
Bem, você vem jogar toda sua filosofia em mim…
É tão inútil quanto falar de um monte de coisas…
Amor, por exemplo. “

Ele riu e ele disse:

“Definitivamente, definitivamente…
Falar de amor é como dança sobre arquitetura. “

Então eu não sei.
Ele pode estar certo.
Mas isso não vai impedir-me de tentar…

A evolução…
Sua base filosófica é o tentar…
Pois o acreditar no outro é o que estagna…

A base é duvidar…
Porque como o bom na vida é crescer…
O bom é se manter em dúvida…

O certo…
A não dúvida…
É acreditar que tudo já foi descoberto…
É se enterrar…

Porque é no estabelecido que nada pode ser criado…
E na dúvida que se permite a evolução…

Porque é na evolução que se vislumbra o diferente…
E na estagnação que você se encontra com a rotina…

1 comentário

Arquivado em reflexão

Sementes ou fruto?

A maça, recebida no final do mês…

Para uns, é alimento…
Para outros, investimento…

Uns visualizam fruta…
Outros, sementes…

Como você visualiza?

Para uns é alimento…
Nutre, dia a dia, as suas necessidades…

Para outros, são árvores…
Que nascem, florecem…

Para uns é dinheiro…
Para outros, forma de ganhar dinheiro…

O dinheiro acaba…
Você trabalha novamente…

O dinheiro nasce…
Um a um..
Aos poucos…

Nascem árvores e árvores…
Você não trabalha mais…
Pelo menos não por necessidade…

Você não se preocupa com o seu salário…
5, 6, 10… mil..

Afinal, qual o valor de um salário…
Que não é seu sustento?

Seu foco principal muda…

De se sustentar…
Para gostar do que faz…

De ganhar mais… E trabalhar mais…
Para trabalhar menos… Viver mais…

Você finalmente dita suas regras!

Deixe um comentário

Arquivado em reflexão